terça-feira, 9 de agosto de 2016

SENADOR SÁ | MAIS HISTÓRIA: PASSAGEM DO PRESIDENTE DA PROVÍNCIA DO CEARÁ POR PITOMBEIRAS.

Veloso
Blog cs1, percebendo a importância da história de nosso município, traz para os nossos leitores, mais uma boa dose de histórias, desta vez sobre a passagem do presidente da província do Ceará por pitombeiras em 13 de junho 1881.

Como o leitor já sabe (quem não sabe ler aqui), a estação ferroviária de pitombeiras foi inaugurada em 02 de julho de 1881, as 12 horas do dia, conformes relata “o Granjense”.
Porém antes da inauguração, mais precisamente no dia 13 de junho de 1881, esteve visitando as obras da estrada de ferro o então presidente da província do Ceará, Pedro Leão Veloso, que no jornal da época o descreve como sendo ‘Senador velloso’, porem na história do Ceará, ele havia sido nomeado presidente da província em 1º de abril do mesmo ano e lá permaneceu até 26 de dezembro do referido ano, sendo então presidente em exercício.
Trole(ilustração)
Voltemos de onde paramos, pois bem o presidente estava acompanhado de uma comitiva para fazer o trajeto de Granja a Sobral, para conhecer de perto todo o trajeto da obra, o percurso até pitombeiras foi feito em um trole, uma espécie de plataforma com rodas semelhantes às do trem que deslizava sobre os trilhos, no trole eram colocados as autoridades e restante empurrava o veículo sobre os trilhos.  
O mesmo saiu de Granja para Angica (Martinopole), de Angica para Riachão (Uruoca) e deste para Pitombeiras (Senador Sá), nesta a comitiva chegou por volta das 3:20 da tarde, onde eram esperados por uma a cavalgadura, a mando do Dr. Luiz Augusto Dias de Farias (não identificamos) homem de muito respaldo na época – acreditamos que seja o antigo dono das terras onde hoje é conhecida como riachão dos farias – a comitiva do presidente, iriam descansar na localidade chamada de Salgado – aqui também nossa equipe não conseguiu indenficar onde seria essa propriedade – prossigamos,  o presidente da província do Ceará Pedro Leão Veloso, dado a pressa, seguiu na frente acompanhado de dois de seus homens de confiança, e aos comando do próprio veloso, tomaram o caminho errado e foram ter no pé da serra dos picos, veja relato abaixo:

Como o leitor pode ver, o escritor – que acreditamos ser o próprio veloso, dito, em sua biografia como jornalista – contou em 1881, uma versão da lenda sobre a casa que hoje alguns dizem ser a casa do cão.
Na narrativa, o presidente com os dois membros da equipe, chegaram ao salgado as 8 horas da noite, lá pernoitaram, e as 4 horas da manhã do dia seguinte, pegaram a estrada rumo a Sobral.
Fonte: Matéria publica pelo Jornal Gazeta do Norte em/29/07/1881.
Obs.: Nossos amigos leitores, pedimos apenas que ao fazer uso deste material cite o correio senadorsaense CS1, como fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é seu, pode comentar!