quarta-feira, 30 de novembro de 2016

GOVERNO DE TEMER | ECONOMIA BRASILEIRA APROFUNDA QUEDA E ENCOLHE 0,8% NO 3º TRIMESTRE

Economia segue em recessão
O Produto Interno Bruto (PIB) recuou 0,8% no terceiro trimestre, acentuando a queda de 0,4% observada no 2º trimestre deste ano, ambos na comparação trimestral, divulgou nesta quarta-feira, 30, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o sétimo resultado negativo consecutivo nesta base de análise e também a baixa mais acentuada do ano.

A queda foi generalizado entre os três setores da economia, com recuos na agropecuária (-1,4%), indústria (-1,3%) e serviços.
O PIB no acumulado do ano até o terceiro trimestre de 2016 recuou 4,0% em relação a igual período de 2015. É a maior queda acumulada para o período desde o início da série histórica, em 1996. Em meio à persistência do quadro recessivo, o mercado financeiro já projeta que a volta ao crescimento em 2017 deve ser fraca e a alta do PIB ficar abaixo de 1%.
Segundo o levantamento, as famílias estão consumindo menos, o consumo caiu 0,6% na comparação trimestral e 3,4% ante um ano antes, e pode piorar.
Segundo o estudo, a queda no consumo das famílias está relacionado com a desaceleração da inflação e com o mercado de trabalho, cujos dados do terceiro trimestre mostraram também uma grande na queda da renda.
O desemprego aumentou, mas segundo os autores do estudo, a renda de quem está empregado não caiu tanto.
Ainda segundo o estudo os bancos, ou mercado, não estão concedendo credito, o que piora mais o mercado.
Segundo o IBGE, a Selic média do terceiro trimestre de 2015 foi de 14,0%, agora no terceiro trimestre deste ano é de 14,3%.
O investimento que é uma medida para estimar o potencial de crescimento futuro da economia, caiu 3,1%, na gestão de Dilma, no ano passado, teve uma leve reação de 0,5.
O juro também teve um grande aumento, isso quer dizer que, para fazer um empréstimo, ou um financiamento hoje, você vai pagar muito mais, de juro.

É o Brasil que o Brasil sonhava! (?).

Via estadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é seu, pode comentar!