quarta-feira, 30 de novembro de 2016

ADEUS LAVA JATO | AUTORES DO GOLPE ESTÃO PRESTES A ATINGIREM SEUS OBJETIVOS.

Por Robson Yguana.
O terror dos políticos corruptos, a operação lava jato, está prestes a chegar ao fim. Na madrugada desta quarta-feira (30), os parlamentares votaram o PL 4850/2016, o popular “pacote anticorrupção”, em seguida passaram a madrugada votando emendas, suprimindo e modificando as medidas do projeto derrubando assim vários pontos importantes.

A votação das emendas terminou as 04:19h.
Dentre essas mudanças, uma chama mais a atenção, é a que cria punições para magistrados (juízes, promotores, desembargadores etc.) e membros do Ministério público que poderão (caso sancionada) ser julgados por crime de abuso de autoridade.
A medida é uma verdadeira ‘facada no bucho’ da Lava Jato. De fato, é preciso leis que responsabilizem magistrados por ações abusivas, afinal tem sim, uns que pensam que são Deus e outros tem certeza, como brincam alguns acadêmicos da área, no entanto o foco dos políticos é a Lava Jato, é abrir brecha para contra-atacar os componentes da operação, é um verdadeiro ataque a autonomia dos poderes.
Cientes do perigo, afinal, a lava jato investiga os homens mais poderosos do País, Presidentes, ex-presidentes, Senadores, deputados, empreiteiras, enfim, a elite política brasileira, os procuradores da operação já anunciaram que se o presidente da república Michel Temer sancionar a lei, eles renunciaram de seus postos na operação.
Caso se concretize, caberá a Procuradoria Geral da União- PGR, designar outros para a funções, ou encerrar a equipe da operação Lava Jato, o mais provável.
Prevendo o fim da lava jato ou não, o fato é que Sergio Moro já pediu afastamento da Universidade Federal do Paraná (UFPR) para passar um ano no EUA estudando, previsão da viagem seria para 2018.
Resumindo, quem manda são os deputados e os senadores, botam e tiram fazem e desfazem, inclusive já indicaram até o chefe de Estado, o presidente que aí estar.
O Brasil migrou para o parlamentarismo sem o consentimento do seu povo, em outras palavras, vivemos uma ditadura parlamentarista.
Deus tenha dó de nós, amem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é seu, pode comentar!