sábado, 18 de fevereiro de 2017

SENADOR SÁ | CHICO ERMÍDIO: O HOMEM DA RADIADORA.

FRANCISCO MONTEIRO DA SILVA
* 1931
+2017


As cinco horas da manhã já se ouvia o chiado da radiadora -xiri-xirrixir - era o equipamento sendo sintonizado para em seguida levar as boas novas, ou simplesmente músicas aos moradores da pacata Senador Sá. Sem rádio, nem televisão nas maiorias casa, a radiadora do Chico Ermídio, como era conhecida, era o único meio de comunicação fixo local nos anos noventas em Senador Sá, era através da radiadora, autointitulado pelo seu mentor, a “princesinha de Senador Sá”, que sabíamos em primeira mão dos falecimentos em nossa urbe, era o local para notas oficiais.
Era ali, na rua Alfredo Campos, próximo à cadeia municipal no centro de Senador Sá, que ficava a barbearia do senhor Francisco Monteiro da Silva, conhecido apenas, por Chico Emídio.
O barbeiro, locutor e apaixonado por som, faleceu em fortaleza no dia 3 de janeiro deste ano (2017), aos 86 anos, o mesmo foi vítima de um infarto.
Seu Chico Emídio gostava de som alto, daquele que todo mundo ouvia, mantinha até pouco tempo (quando já debilitado e sem usar mais) vários equipamentos de sons: caixas, amplificadores e microfones, além de caixas cheias de discos e fitas de grande sucesso na época.
Foram através das ondas da ‘radiadora do chico Ermidio’ que conhecemos Bartô Galeno, Genival Santos, Barros de Alencar, Roberto Carlos, Waldick Soriano entre outros nomes que na época, era o que enchiam os ouvidos.
DO BLOG.

A vida é apenas uma passagem e viemos aqui para fazer o que nos foi designado ainda na concepção, somos parte de algo maior que a própria existência, e fazermos nossa parte, cumprirmos nosso papel, é o mínimo que podemos fazer, acreditamos que o senhor tenha feito sua parte e partiu em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é seu, pode comentar!