segunda-feira, 1 de agosto de 2016

SENADOR SÁ | MAIS UM POUCO DE HISTORIA: ESTAÇÃO FERROVIÁRIA.

O blog CS1, traz para seus leitores mais uma dose de história, desta vez, sobre a estação ferroviária.
Em 1878, o governo imperial autorizou a construção de uma estrada de ferro que ligasse a cidade de Sobral, (maior cidade da região norte) a um porto marítimo. O objetivo era escoar produtos que na época produzidos em nossa região, como algodão, cera de carnaúba, oiticica entre outros.
José Privar
Foi mandado a região um engenheiro de nome José Privar, que iria conduzir os trabalhos de estudo da região. No estudo, Camocim e Acarahú (Acaraú), foram os mais propícios à instalação do porto marítimo ferroviários. Historiadores dizem que aconteceu uma disputa política e Camocim acabou ganhando, devido o trajeto abranger mais locais urbanos e com potenciais usuários do trem, o objetivo do trem não era transporta gente, mais com este transporte os custos eram diminuídos, uma vez que eram cobradas passagens.
Mapa da região na epoca
Na tarde do dia 24 de julho de 1878, atraca no porto de Camocim o vapor Guará, trazendo a ilustre comissão de engenheiros encarregada dos trabalhos da estrada de ferro. No dia 5 de agosto de 1878, tiveram início os estudos para a construção da estrada de ferro (topografia, etc). No dia 26 de março de 1879, realizou-se com solenidade de estilo, o assentamento do primeiro trilho da estrada de ferro em Camocim, sendo convidado de honra para bater o primeiro grampo, o Dr. José Júlio de Albuquerque Barros, sobralense muito renomado na época, compareceram também ao ato, todas as autoridades de Granja e Camocim.
Os trabalhos eram feitos simultaneamente, sendo que equipes trabalhavam no sentido Sobral/Camocim e vice e versa, fazendo terraplanagem entre outros, os trilhos que vinha nos vapores eram colocados sentido Camocim/Sobral.
Ponte de Granja
No dia 15 de janeiro de 1881, dois anos após o início dos trabalhos, é inaugurado o 1º trecho da ferrovia, Camocim/ Granja, trecho com 24,5 quilômetros. A inauguração era apenas da estação e da ponte metálica que veio dos Estados Unidos, não tinha trilho ainda. Também foi inaugurada sem trilho, em 14 de março do mesmo ano, a estação de Angico, atual Martinopole, na época distrito de Granja.

No dia 02 de julho de 1881, foi inaugurada a estação de Pitombeiras (atual Senador Sá), uma das maiores (estações) da estrada de ferro de Sobral. Acredita-se que o motivo de tamanha grandeza deve-se a localização, que fica (olhando pela dimensão territorial) exatamente no meio de Sobral e Granja, ela serviu de ponto de apoio para a equipe de frente (engenheiro, topógrafos, etc.) que eram na maioria estrangeiros, nela eram guardados os suprimentos (por isso um armazém em anexo) assim como os ferros(avião, enxada, foice, etc) usados pelos trabalhadores, por este motivo foi construída antes da estação de Sobral, Massapê e a do Riachão (atual Uruoca), a de Massapê foi inaugurada em 31 de dezembro de 1881, a de Sobral um ano depois, 31 de dezembro de 1882, e a de Riachão(atual Uruoca) só foi inaugurada, 13 anos depois, em 10 de janeiro de 1894.
A inauguração de estação da Pitombeiras foi tão simbólica na época, que foi até matéria no ‘Jornal O Granjense para a Gazeta do Norte’, datada de 12/07/1881) veja matéria abaixo:

Usamos como fonte:
http://www.estacoesferroviarias.com.br/
https://www.youtube.com/watch?v=I2H5Jz2weUU/ tv assembleia.
História da Ferrovia do Ceará...
Fonte Orais...
Obs: Pedimos que ao fazer uso deste material cite a Correio Senadorsaense CS1, como fonte, agradecemos pela compreensão.

Um comentário:

Este espaço é seu, pode comentar!