terça-feira, 25 de julho de 2017

CONTRA LULA – SENTENÇA DE MORO “OFENDE A CONSTITUIÇÃO”

A sentença do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva é algo que causa estupor em meios jurídicos não envenenados pelo partidarismo. Isso pode ser visto na nota lançada pela Frente Brasil Juristas pela Democracia, que denuncia a “inexistência de provas minimamente razoáveis” para condenar Lula, deixando claro que a sentença de Moro “ofende a Constituição”.

Para completar sua ação, o juiz bloqueou as contas bancárias, de Lula deixando-o sem meios de subsistência. Além do mais, insultou o ex-presidente, comparando-o a Eduardo Cunha.
Comparação que não deveria ser feita segundo escreveu o respeitado jornalista Jânio de Freitas no artigo publicado na Folha de S.Paulo, na última quinta-feira (20/7), tendo como título Insucesso na busca de prova leva Moro ao descontrole das argumentações: “A igualdade das condutas de Cunha e Lula não existe. Moro apela ao que não procede (…) Infundada, a igualdade de Eduardo Cunha e Lula passou de argumento a insulto. A rigor, assim era desde o início. E juiz que insulta uma das partes infringe a imparcialidade. Mostra-se parte também”.

(Com informações da Folha de S.Paulo/ via Sobral em revista)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é seu, pode comentar!