domingo, 1 de janeiro de 2017

SENADOR SÁ | DEPOIS DE 8 ANOS ALEX ENTREGA A PREFEITURA OFICIALMENTE NESTE DOMINGO (1º).

A partir da presente data (1º de Jan 2017) Alex não é mais o prefeito de Senador Sá, o mesmo passará oficialmente as 18h deste domingo (1º), a bola para sua pupila Regina Vasconcelos.

O filho de Sancho Rodrigues de Oliveira, um dos maiores líderes políticos de Senador Sá, hoje com 85 anos, que comandou o município de 1967 - 1970, 1973 a 1976 e de 2000 – 2004, Alex Sandro Rodrigues Oliveira, de 37 anos, superou o pai em alguns quesitos. É do jovem formado em direito e agora ex-prefeito, o título de primeiro prefeito reeleito de Senador Sá, é também dele, o de primeiro prefeito reeleito a fazer o sucessor.
Eleito pela primeira vez em 2008, quando tinha apenas 29 anos de idade, Alex – como prefere ser chamado – enfrentou várias dificuldades logo no início, além de ser marinheiro de primeira viagem, tivera de enfrentar na justiça um processo de cassação de seu mandato logo após as eleições daquele ano, assumiu em janeiro de 2009 por liminar.
Inexperiente, entregou as decisões do município, em janeiro 2009 aos comandos de sua equipe, composta basicamente por cabos eleitorais e políticos ligados a corrente política de seu pai, que por cultura e envolvimento direto nas eleições, fizeram “a política” que culturalmente era feita em Senador Sá, dando assim saldo negativo logo no início de seu mandato.
Alex, apesar de ser filho de Senadorsaense viveu a maior parte de sua vida na capital onde estudou direito, inglês e consequentemente adquiriu uma formação política diferenciada dos demais, quando foi eleito em 2008 já era funcionário concursado da Justiça Federal.
“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”, a frase supracitada atribuída a Albert Einstein, parece ter sido incorporada pelo jovem prefeito que passou uma borracha na sua administração a partir de 2010 e implementou algo novo, tirando de sua gestão a imagem da “ mesmice” esperada por todos.
A partir de então pautou sua administração no respeito e na oportunidade, implantou um modelo de política incomum no interior, sem perseguir, ferir, ou magoar as pessoas através de suas ações, postura essa que lhe rendeu ao longo dos anos que se seguiram adesões importantes a sua administração e consequentemente a sua política, garantindo-lhe duas vitorias consecutivas, se considerarmos esta última.
Tratou sempre seu oponente como adversário e não como inimigo e assim orienta seus correligionários. Não fez uma administração faraônica, mas, fez uma “política laica”, -se me permite o trocadilho-, dada as formas como são tratadas as políticas no interior.
Foi eleito em 2012 com um alto índice de aprovação, reconhecido em 2013 como um dos 30 melhores do Brasil, segundo o prêmio JK.
Nas eleições de 2016, indicou e elegeu Regina Lúcia Vasconcelos Cordeiro que será empossada logo mais as 18 horas.
Durante seus 8 anos de mandato não se envolveu em nenhum escândalo.
Parabéns Alex...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é seu, pode comentar!